Manutenção Industrial Condicionada: 6 Métodos de Avaliação

Home   /   Sem categoria   /   Manutenção Industrial Condicionada: 6 Métodos de Avaliação
Manutenção Industrial

Cada vez mais empresas adotam ações de Manutenção Industrial para assegurar o funcionamento contínuo da linha de produção. Estas intervenções podem realizar-se no sentido de prevenir anomalias ou para corrigir avarias existentes.

No caso das ações de Manutenção Industrial Condicionada (ou Preditiva), estas executam-se quando há evidência de anomalia iminente no equipamento. São intervenções que se enquadram na chamada manutenção inteligente, realizada apenas em caso de necessidade.

Esta prática é utilizada principalmente em aparelhagens fundamentais para a produção, ou seja, equipamentos que param a produção se avariarem. Pode ainda ser aplicada quando a segurança fica comprometida.

 

6 Métodos de Avaliação da Manutenção Industrial Condicionada

 

A realização de intervenções de Manutenção Industrial Condicionada incide, sobretudo, sobre as peças dos aparelhos. Isto significa que, se for detetado um componente em risco de avaria ou com mau funcionamento, inicia-se uma intervenção para o reparar.

Este tipo de manutenção está dependente da possibilidade de realizar monitorizações frequentes aos equipamentos. É através destas que se detetam alterações no seu normal funcionamento.

Conheça, em seguida, as principais técnicas de análise utilizadas para avaliar a condição da aparelhagem:

  1. Monitorização dinâmica: vibrações, emissão acústica, etc.;
  2. Verificação de partículas: ferrografia, raio-x;
  3. Análise química: cromatografia gasosa e líquida, espectrometria de óleos, etc.;
  4. Controlo dos efeitos físicos: líquidos penetrantes, ressonância ultrassónica, raio-x, etc.;
  5. Monitorização de temperatura: termografia e temperatura de pintura;
  6. Avaliação de efeitos elétricos: resistência elétrica, potencial e corrente.

Através destas monitorizações e da análise dos seus resultados, é possível detetar o desenvolvimento de uma anomalia e identificar o componente que deve ser alvo de intervenção.

 

4 Vantagens da Manutenção Industrial Condicionada

 

Uma vez que estas ações de Manutenção Industrial são realizadas apenas em situações de necessidade, traduzem-se alguns benefícios, nomeadamente:

  1. Menor custo: As manutenções são realizadas apenas quando há avaria iminente. Assim sendo, evitam-se custos com ações preventivas desnecessárias;
  2. Incremento da produtividade: As paragens na linha de fabrico acontecem em situações excecionais. Desse modo, promove-se a continuidade da produção;
  3. Gestão eficiente dos componentes de reserva: As monitorizações promovidas por esta prática permitem detetar, com alguma antecedência, quais as peças que terão de ser reparadas. Assim, é possível controlar o stock de componentes e verificar se está de acordo com as necessidades;
  4. Prolongamento do tempo útil da maquinaria: A manutenção das peças dos equipamentos acaba por aumentar o período de funcionamento dos mesmos.

 

Conheça os diferentes tipos de Manutenção Industrial. Faça download gratuito do nosso ebook e analise os detalhes de cada estratégia. Verifique qual se adequa melhor à atividade da sua empresa. Aposte nessa prática e garanta a continuidade do processo produtivo e o sucesso do seu negócio!

 

DOWNLOAD EBOOK

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *